Meu passo por # Alimentaria18 das mãos de Cajamar – O Nutricionista do General

Na semana passada tive o prazer de visitar e desfrutar em Barcelona a impressionante feira de comidas, bebidas e gastronomia # Aimentaria2018 e a convidei para Cajamar, a primeira cooperativa de crédito espanhola. Por ser uma empresa de economia social, dedicou atenção preferencial aos setores produtivos e especialmente ao setor agroalimentar por mais de 50 anos.

No campo que mais afeta o conteúdo deste blog, a DNA de Cajamar é parceira da indústria alimentícia em dois grandes desafios relacionados à alimentação: garantem uma nutrição adequada e contribuem para a saúde da população. população ; tudo isso sem esquecer as questões relacionadas à sustentabilidade ligadas a toda a produção de alimentos. Cajamar tem várias linhas de trabalho abertas, entre as quais:

  • Nutrição saudável sabendo a ligação entre as substâncias bioativas de frutas e vegetais e sua interação direta com a saúde, a fim de permitir a concepção de misturas alimentares com propriedades benéficas para prevenir certas doenças especialmente prevalentes em nosso meio ambiente.
  • Desenvolvimento de novos formatos de alimentos sabendo que o futuro da indústria agro-alimentar enfrenta mudanças radicais nos alimentos, tendo em conta os avanços tecnológicos que estão a ser feitos e tendo em conta a existência de um consumidor que demanda qualidade e saúde em diferentes segmentos da população.
  • Biotecnologia com microorganismos . O mundo dos microrganismos tem grande potencial na indústria agroalimentar como fonte de substâncias bioativas ou facilitador de processos bioquímicos. Atualmente em Cajamar é avaliado o potencial de algumas microalgas e bactérias como estimulantes da produção agrícola.
  • Pós-colheita e qualidade em que se busca o conhecimento de novas variedades, a otimização de seu processamento e a viabilidade de diferentes desenvolvimentos tecnológicos na fabricação de novos formatos de alimentos.
  • Culturas alternativas e de valor em que as aplicações alimentares de plantas aromáticas como aditivos alimentares são investigadas, sua capacidade de preservação, seu uso em misturas como intensificadores de sabor e seus efeitos benéficos para a saúde.

Desta forma, é fácil interpretar a participação de Cajamar em vários projetos de pesquisa, tais como:

  • Capacitar a alimentação saudável na busca por alimentos sustentáveis, que ao mesmo tempo sejam saudáveis ​​e que possuam características organolépticas especialmente diferenciadas.
  • Melhoria nutricional do gazapacho biológico Biosabor e seu envolvimento na nutrição humana.
  • O uso de um revestimento comestível em frutas e legumes;
  • O desenvolvimento de novos recipientes biofuncionais (recipientes que têm dupla funcionalidade: por um lado, absorvem o etileno para prolongar a vida útil ou comercial do mesmo e, por outro, mantêm o produto livre de patógenos);

Nesse contexto, e no âmbito da # Alimentaria2018, fui convidado a participar de uma mesa redonda (juntamente com Alicia Langreo, Diretora Saborá Consultoria do Setor Agroalimentar, J. Ignacio Barriobero, Diretor do Centro de Tecnologia de Alimentos de La Rioja e Alma Palau Presidente do Conselho Geral de Nutricionistas-Nutricionistas da Espanha) em que os desafios do setor alimentar foram discutidos diante dos desafios do consumidor e que você tem neste link ou pressionando a imagem

 Capture 3 "data-recalc-dims =" 1 "/> </p>
</p>
<p> Bem como um "diálogo 2", uma entrevista conduzida pela nutricionista-dietista Alma Palau em que vários temas quentes foram discutidos em relação à indústria de alimentos, consumidores e as circunstâncias que nos afetam (você pode ver isso neste link ou clicando na imagem inferior) </p>
<p style=  Capture 2 "data-recalc-dims =" 1 "/> </p>
<p> _______________________________ </p>
</p>
<p><!-- AddThis Sharing Buttons below --></p>
<p><h3 class= Relacionado com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *